sábado, 27 de setembro de 2008

"Não. Não faltam idéias, palavras, textos.
Sequer falta inspiração.
Falta-me aceitação.
Explico.
Preciso de tempo, para não expressar em amargas palavras, vivências que além da minha, não são da conta de mais ninguém.
Tempo para "entrar em um novo modelito" de compreensão.
E para vestir esse modelito estou com muito "sobrepeso" - gorda mesmo!
É necessário enxugar a gordura da pretensão, a preguiça da mágoa, a gula da boa companhia, o colesterol ruim da raiva, o sedentarismo da amargura, o vício do afeto.
Até afeto em excesso, faz mal a saúde.

Quero vestir a compreensão de que definitivamente, ninguém tem obrigação de corresponder a qualquer expectativa que eu tenha.
Nenhuma. Nenhuma, mesmo.
Todavia, não sou obrigada a tolerar a ignorância de ninguém. Tampouco, correspondê-la.
E muito menos ninguém á minha.

Não existe sentimento não correspondido.
Existe sentimento correspondido - mas não na "mesma medida".
É hora de aprender a aceitar a medida de cada um.
Seja de Amor ou ignorância.

Assim, eu aprendo, cresço e...Reapareço!!!"


É fato que nem tudo em nossa Vida vai dar certo.
É fato que erramos.
Mas é fato também que não somos o "demônio" que pintamos de nós mesmos.
Há algo de divino em nossa essência. E ainda que não acreditemos a assinatura do Artista está gravada lá. Essa marca quando não esquecida nos faz triunfar sobre qualquer obstáculo - incluindo nós mesmos.
E só para lembrar: de certa forma, somos Anjos.




By: Giane
Visitem-na --> http://alfarrabium.blogspot.com/


3 comentários:

Giane disse...

Oi, Ana!!!

Desculpe agradecer tão tarde a inclusão do texto aqui no seu blog.
Novamente agradeço tanto carinho e consideração.
E saber que essas palavras trouxeram algo novo na cabeça e no coração de outra pessoa além de mim, deixa-me muito feliz.

Beijos mil e fique bem!!!

Mário disse...

Gostei do texto. Passo lá depois.

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom